Pesquisa mostra que a rinite piora nos meses de junho e julho

Pesquisa divulgada nesta semana durante o XIX Congresso Internacional de Otorrinolaringologia, realizado em São Paulo, comprovou a ideia de que a rinite alérgica piora em junho e julho. A partir da pergunta, “em quais meses os sintomas da rinite atingem o pior nível?”, 33% responderam junho e, 35%, julho.

Agência Estado |

A pesquisa Alergias na América Latina foi feita em oito países da região. Os dados se referem apenas ao Brasil, onde foram ouvidos 285 adultos e 123 crianças no ano passado.

O alergista e otorrinolaringologia do Hospital das Clínicas de São Paulo, João Mello Junior, disse que, nessa época do ano, as pessoas entram mais em contato com os fatores que provocam alergia - principalmente o ácaro. “As roupas de frio ficam guardadas no armário o ano inteiro acumulando poeira. Quando bate o frio, a pessoa tem de usá-los e acaba se expondo”, diz Mello Junior.

Um segundo motivo é que, no frio, as pessoas tendem a ficar mais em locais fechados. “Também facilita a contaminação pelo vírus da gripe”, diz Mello Junior. E o terceiro fator é que, nos meses de junho e julho, a umidade cai - aumentando a concentração de poluentes no ar - outro alérgeno. Ele diz que o frio pode aumentar os sintomas - como aumento e escorrimento da secreção nasal - mas não são causa da rinite alérgica. O especialista explica que ninguém é alérgico ao frio. A alergia é a reação exagerada do corpo a agentes como ácaro, poeira, fumaça, insetos ou fungos.

A rinite pode ser sazonal (quando os sintomas aparecem por determinado alérgeno que surge em época específica do ano), ou perene (quando persiste o ano inteiro). No Brasil, cerca de 60% sofrem de rinite sazonal. Segundo a pesquisa, os sintomas que mais incomodam as pessoas são coceira nasal (43%), congestão nasal (cerca de 37%), espirros em série (29%), nariz escorrendo (25%) e coceira nos olhos (22%). Para 39% dos brasileiros, o sintomas são intoleráveis. As informações são do Jornal da Tarde .

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG