SÃO PAULO (Reuters) - Uma sondagem da Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib) junto às suas associadas detectou que a maioria delas espera queda nos lucros, na receita e no nível de empregos em 2009, quando comparado ao ano anterior. De acordo com a pesquisa, que ouviu companhias dos setores de energia elétrica, petróleo e gás, saneamento básico, portos, rodovias, telecomunicações e ferrovias, 74 por cento das companhias espera lucro menor em 2009, enquanto 20 por cento acreditam em aumento dos ganhos e 6 por cento esperam que ele se mantenha no mesmo patamar de 2008.

Entre as companhias ouvidas, 41 por cento também espera receitas menores este ano, ante um índice de 35 por cento que acredita em aumento das vendas.

Além disso, segundo a pesquisa divulgada à imprensa, 69 por cento das entrevistadas acredita que o nível de emprego ficará menor este ano sobre 2008, enquanto 20 por cento espera aumentar os quadros e 11 por cento projeta manter a base inalterada.

Entre os dados positivos apontados pela sondagem da Abdib está a declaração da maioria das empresas de que os investimentos serão mantidos e até elevados.

Um total de 43 por cento das ouvidas afirmou que as empresas investirão mais em 2009 que no ano passado, enquanto 22 por cento veem o investimento estável e 35 por cento projeta redução no capital investido.

A maior parte dos empresários (54 por cento) também acredita que a inflação deste ano será menor que em 2008. Para 57 por cento dos consultados, a atual taxa de câmbio será mantida e todos os empresários acreditam na manutenção da queda da taxa Selic --80 por cento estimam que ela chegue a 9,75 por cento no final deste ano.

(Reportagem de Taís Fuoco)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.