Pesquisa indica que 90% da população apóia lei antifumo

Pesquisa de opinião com mil entrevistados moradores do Estado de São Paulo apontou que 90% da população paulista concorda com a proposta do governador José Serra (PSDB) de criar a “lei seca para o cigarro”. O cerco ao fumo foi aprovado por nove em cada dez entrevistados pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), em levantamento aleatório, realizado em 100 municípios de SP.

Agência Estado |

Até mesmo os fumantes são maioria no coro a favor da proposta (78%). A pesquisa foi encomendada pelo governo estadual.

Porém, os deputados estaduais, inclusive da base aliada do governo, querem aliviar as restrições ao fumo impostas para todos os ambientes fechados. Até ontem, das 17 emendas parlamentares que chegaram à Assembléia Legislativa para alterar o projeto de lei, 10 afrouxavam a proibição da fumaça.

Pelo projeto elaborado pelo governador fica proibido fumar em qualquer estabelecimento público ou privado, banindo até os fumódromos dos bares, restaurantes, empresas e casas noturnas. Mas para entrar em vigor, a medida, que prevê multa de até R$ 3,2 milhões para o recinto que desrespeitar a lei, precisa passar pelo aval dos deputados.

Já entre os especialistas em saúde, é difícil encontrar resistência à proibição total do tabagismo em ambientes coletivos. “Considero uma vitória a grande maioria da população aceitar a proposta de eliminar o fumo dos ambientes fechados”, diz Rui Ramos, diretor da Sociedade Brasileira de Cardiologia.

“Evidentemente que as restrições propostas no projeto são as ideais para a promoção de ambientes livres de tabaco. Esperamos que os parlamentares levem em conta a opinião da imensa maioria que apóia o projeto tal qual ele foi apresentado”, diz o secretário de estado de saúde, Luiz Roberto Barradas. As informações são do Jornal da Tarde .

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG