RIO DE JANEIRO - Oscar Niemeyer disse nesta terça-feira que está de volta à rotina de trabalho após passar recentemente por duas cirurgias abdominais e afirmou que a arquitetura é sua principal motivação às vésperas de completar 102 anos no próximo mês. O arquiteto, que recebeu alta em outubro após passar quase um mês internado, disse que vai diariamente às 10h da manhã a seu escritório em Copacabana e fica à disposição para o que der e vier.

"Fiquei quase um mês internado, foi chato, foi horrível, mas agora está tudo bem. Estou de volta ao trabalho e ele me faz falta. É aqui que eu trabalho, recebo os amigos, aqui a vida se faz mais tranquila", disse Niemeyer a jornalistas após receber a visita do governador de Minas Gerais, Aécio Neves, em seu escritório.

AE
Niemeyer ao lado de Aécio Neves nesta terça-feira
Niemeyer, que completará 102 anos no dia 15 de dezembro, é responsável pelo projeto do novo centro administrativo do governo mineiro, próximo ao aeroporto de Confins.

Tradicional defensor da esquerda, o arquiteto afirmou que vê com bastante otimismo o momento da política do País antes das eleições presidenciais do próximo ano.

Na presença de Aécio, que disputa com o governador de São Paulo, José Serra, a indicação do PSDB para concorrer à Presidência, Niemeyer fez elogios tanto ao "tucano" quanto ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"No momento o povo brasileiro tem razões para ser otimista", disse.

"O Lula é um patriota, um operário, está ao lado do povo, compreende os problemas da América Latina... acho que o Lula vai ter muita influência na eleição, mas o nosso governador aqui ao lado é um candidato forte", disse o arquiteto, que não quis fazer comparações entre Aécio e Serra.

Niemeyer, que foi internado em setembro com dores abdominais e foi submetido a duas cirurgias para retirada da vesícula e de um tumor do cólon do intestino, brincou com a proximidade de mais um aniversário: "Ninguém na minha idade comemora aniversário".

Leia mais sobre: Oscar Niemeyer

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.