Pérola Negra anima público ao final do desfile

A viagem da Pérola Negra pelos caminhos da Índia animou o público no sambódromo do Anhembi, na segunda noite do carnaval de São Paulo. Na saída do desfile, os 220 componentes da bateria se agacharam por dois minutos, levando os foliões ao delírio.

Agência Estado |

Apresentando uma boa evolução, o desfile trouxe alegorias que retratavam a cultura indiana e fantasias que não utilizavam materiais de animais, como plumas, em respeito ao país homenageado, de forte cultura de respeito aos animais.

O presidente da escola, Edílson Carlos Casal, o Nego, ao final do desfile disse que a Pérola Negra veio mais forte do que nunca para a avenida e aposta que a escola ficará entre as primeiras. "Tenho certeza que vamos brigar pelas primeiras colocações. Trabalhamos forte no último ano, com muitos ensaios técnicos, para não cometer erros", comentou, após os portões da avenida se fecharem depois de 63 minutos de desfile.

Com 20 anos de carnaval, o coreógrafo Oyama Queiroz, da comissão de frente, disse que a escola ensaiou durante os últimos seis meses os passos típicos da cultura indiana para puxar a escola na avenida. "Fizemos muita pesquisa para nos apresentar neste belo espetáculo", afirmou. Essa foi a primeira vez que ele preparou a coreografia da Pérola Negra. Oyama já trabalhou para a Gaviões da Fiel e Vila Isabel, no carnaval carioca.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG