Pernas: todo cuidado é pouco Por Ricardo Aun* São Paulo, 21 (AE) - Muito mais do que uma questão estética, alguns problemas vasculares evidenciados nas pernas podem indicar que a saúde não está bem. Dor, vermelhidão e inchaço são sinais e sintomas que exigem cuidados médicos, sob pena de a pessoa sofrer uma trombose (entupimento de veia) e, posteriormente, risco de embolia pulmonar - que ocorre quando o coágulo que estava entupindo uma veia da perna se desprende e percorre o caminho do sangue, instalando-se em uma artéria pulmonar.

A função do sangue que corre pelas artérias é alimentar células, músculos e órgãos do corpo. Já as veias fazem o caminho contrário, trazendo o sangue carregado de impurezas até o coração e pulmões, onde é novamente oxigenado. Pessoas saudáveis apresentam circulação eficaz. O surgimento de problemas venosos indica que o sangue começa a se acumular nas pernas. Manter a saúde das pernas, então, é fator-chave para evitar problemas das veias.

Mais graves ainda são as doenças arteriais. Os principais fatores de risco responsáveis pelo estreitamento das artérias incluem nível elevado de estresse, altas taxas de gordura no sangue (colesterol e triglicérides), sedentarismo, hipertensão, diabetes e obesidade. O consumo de álcool e o fumo também agravam a saúde. Principalmente o fumo, já que o cigarro danifica a parede interna dos vasos e aumenta as chances de formação de coágulos.

Enfarte, derrame e AVC (acidente vascular cerebral) podem se formar a partir de problemas arteriais. Se houver entupimento de um vaso que irriga o cérebro, por exemplo, há chances de o paciente ser acometido por um derrame ou AVC. No caso de uma obstrução da artéria que irriga o coração, o paciente pode sofrer um enfarte.

Manter as pernas sempre saudáveis e em movimento evita problemas vasculares. Quem costuma passar longos períodos em pé ou sentado deve movimentar bastante as pernas e pés ao longo do dia. Praticar caminhadas três vezes por semana, subir e descer escadas em vez de tomar elevador, ou mesmo nadar e pedalar são ótimos exercícios para ativar a 'bomba muscular', bem como a irrigação arterial dos diversos órgãos e do próprio coração. É recomendado também cuidar da alimentação, para evitar sobrepeso e obesidade, praticar atividades físicas regularmente - principalmente as aeróbicas - e abolir o fumo de vez.

*Ricardo Aun é cirurgião vascular do Hospital Santa Paula, de São Paulo - www.santapaula.com.br

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.