Depois de mais de sete horas de trabalho, interrompidas apenas para um rápido lanche de meia hora, os peritos da Polícia Civil de São Paulo terminaram, às 17h20, a reconstituição da morte da menina Isabella Nardoni, ocorrida na noite do dia 29 de março. O trabalho foi concentrado no Residencial London, zona norte de São Paulo, onde a garota foi atirada do 6º andar, do apartamento do pai e da madrasta, Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá.

Apesar do fim dos trabalhos, os peritos ainda estão reunidos no local, trocando informações sobre as simulações realizadas hoje. Em uma das últimas etapas da reconstituição do crime, um casal que reside no edifício ao lado acompanhou os peritos. Os dois teriam ouvido a eventual discussão do casal, no dia do crime, e foram até o edifício London para saber o que havia acontecido.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.