Peritos do IC dizem que sangue em carro era de Isabella

Os peritos do Instituto de Criminalística (IC) sustentam que o sangue encontrado no carro e no apartamento do consultor jurídico Alexandre Nardoni era da filha dele, a menina Isabella Nardoni, morta em 29 de março. O diretor do Núcleo de Perícia em Crimes Contra a Pessoa do IC, José Antônio de Moraes, afirmou que foi possível identificar que o perfil genético do sangue encontrado é compatível ao de Isabella, mesmo não tendo sido possível extrair o DNA do material.

Agência Estado |

Moraes confirmou ainda que houve tentativa de limpar o sangue, tanto no automóvel como no apartamento. "Encontramos indícios que apontam para o casal; agora, ficará nas mãos da Justiça", ressaltou, reiterando que os laudos são conclusivos. O diretor de Divisão do Instituto Médico Legal (IML) Central, Carlos Alberto de Souza Coelho, disse que, apesar de conclusivos, os laudos "não esgotam o assunto". Coelho pôs os peritos do IML à disposição da Justiça. "Se houver qualquer dúvida, o IML poderá fazer novos estudos até que todas as questões sejam resolvidas", afirmou.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG