Período de férias é ideal para meditar, dizem terapeutas

O mês de julho costuma ser sinônimo de férias para muitas famílias, principalmente quando se tem crianças em casa. Porém, ao invés de tirar um tempinho para descansar, muita gente prefere correr atrás do tempo perdido e resolver pendências durante a folga.

Agência Estado |

De acordo com alguns terapeutas, esse período é ideal para desacelerar o ritmo das atividades, realizando tarefas que aliviam a mente, como a meditação psicológica.

Segundo Alexandre Bez, psicólogo especializado em ansiedade e síndrome do pânico pela Universidade da Califórnia (Ucla) e relacionamento pela Universidade de Miami, na Flórida, é nessa fase que a sensação de paz é estabelecida, assim como há o descanso da mente e a renovação das emoções. "Independentemente do tempo que a pessoa reservará para suas férias, o importante é que aproveite cada minuto e tente se desligar dos problemas cotidianos."

Para ele, é importante ressaltar que as pessoas que não gostam de viajar ou não possuem condições financeiras, e preferem ficar em casa, não se deixem enganar por uma falsa sensação de descanso. "O ser humano necessita frequentar outros ares no seu momento de descanso, sair da rotina que, muitas vezes, pesa e desgasta." O período de férias é justamente a tentativa de conseguir enxergar as deficiências diárias enfrentadas.

A meditação psicológica, por exemplo, é uma aliada para analisar os pensamentos. A técnica é a mesma, mas o período em que ela é executada é que a diferencia da prática tradicional."Ela tem a finalidade de avaliar a vida do indivíduo, já que ocorre nos dias de lazer, onde, teoricamente, há mais espaço para pensar."

"Meditar é o esforço de reeducar a mente. E, como tudo na vida, para conseguirmos os objetivos é importante ter comprometimento. Com meditação não é diferente. No período das férias, o ideal é aproveitar o tempo livre e fazer um curso com um professor habilitado para aproveitas os benefícios que a atividade oferece", explica Leila de Souza Pinto, pedagoga e instrutora de ioga e meditação. Ela, que pratica meditação há mais de 30 anos, garante que a prática é poderosa. "O ser humano fica mais sereno e mais atento."

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG