Perillo quer novo convite a juiz do processo da Varig

O presidente da Comissão de Infra-Estrutura do Senado, Marconi Perillo (PSDB-GO), disse hoje que vai convidar novamente o juiz da Primeira Vara Empresarial do Rio de Janeiro, Luiz Roberto Ayub, que conduziu o processo de falência da Varig e que não compareceu à comissão, ontem, para prestar esclarecimentos. Ayub não compareceu, mas contestou, pela imprensa, as afirmações da ex-diretora da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) Denise Abreu, autora da denúncia de irregularidades na venda da empresa aérea.

Agência Estado |

Cerca de 12 mil páginas de documentos entregues ontem por Denise Abreu já estão disponíveis, segundo Perillo, para consultas da comissão.

Na avaliação do senador tucano, Denise foi contundente ao reafirmar que a Anac recebeu pressões da Casa Civil para aprovar a venda da Varig. Ele contestou a posição dos governistas de que o assunto já estaria encerrado com os depoimentos de ontem. "No mínimo, este processo tem que ser aprofundado e investigado pelo Ministério Público Federal e pela Polícia Federal" disse.

Em relação aos documentos deixados na comissão por Denise, Perillo disse que não sabe se são elementos de prova na acusação da pressão da Casa Civil. O senador é contra a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar o caso Varig. "Eu mesmo não participo de nenhuma CPI, pois o governo, com sua maioria, já inviabiliza todas as investigações", afirmou Perillo, numa referência às CPIs dos Cartões Corporativos e das ONGs.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG