Perícia isenta Renascer por desabamento, diz advogado

O laudo do Instituto de Criminalística (IC) isentou a Igreja Renascer em Cristo de responsabilidade pelo desabamento do telhado da sua sede internacional, no Cambuci, no centro de São Paulo, segundo o advogado da igreja, Luiz Flávio Borges D Urso. O acidente ocorreu em 18 de janeiro deste ano e deixou nove mulheres mortas e mais de cem feridos.

Agência Estado |

Em nota divulgada pela igreja, Urso explicou que a Renascer contratou uma empresa de engenharia para reformar o telhado do templo após recomendação do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), em 1999. Um documento do IPT de fevereiro de 2000 indica que 14 tesouras - estruturas responsáveis pela sustentação das telhas - foram reforçadas com vigas metálicas.

Mas, segundo o advogado, o IC constatou que uma das tesouras não foi reparada adequadamente, induzindo a Renascer a uma "falsa sensação de segurança plena". "A conclusão do laudo aponta esse vício oculto como fator preponderante que desencadeou o desabamento". Urso acredita que essa informação vai mudar o rumo da investigação instaurada para descobrir os responsáveis pelo acidente.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG