Perícia identifica corpo da 7ª vítima em Luziânia

O corpo é de Eric dos Santos, que desapareceu em março deste ano, foi identificado pela perícia da Polícia Federal

Agência Brasil |

Resultado dos exames de DNA nos corpos encontrados em Luziânia identificam uma sétima vítima do assassino confesso Adimar Jesus da Silva. De acordo com a perícia da Polícia Federal, o corpo é de Eric dos Santos, que desapareceu em março deste ano.

Diego Alves Rodrigues, o primeiro jovem a desaparecer, não está entre os identificados. Mas na manhã desta terça-feira foi achada mais uma ossada na Fazenda Buracão, onde estavam os restos mortais dos demais rapazes.

Segundo o delegado da Polícia Civil de Goiás, Juracy José Pereira, será feita uma perícia por meio da comparação de arcada dentária para saber se os restos mortais encontrados hoje são de Diego. “A previsão é que o resultado deste último laudo saia nas próximas semanas”, afirmou.

Eric dos Santos desapareceu no dia 20 de março e foi o último caso registrado. “Já imaginávamos que o desaparecimento de Eric estava ligado Adimar Jesus da Silva, pois uma bermuda encontrada na casa do pedreiro foi reconhecida pela mãe da vítima”, disse o delegado.

O laudo da perícia confirmou que os outros corpos encontrados na Fazenda Buracão são dos jovens Paulo Victor Vieira de Azevedo Lima, George Rabelo dos Santos, Divino Luiz Lopes da Silva, Flávio Augusto Fernandes dos Santos e Márcio Luiz Lopes de Souza Lopes. O enterro dos jovens será coletivo e deve ser realizado na próxima quinta-feira.

Os corpos só começaram a ser localizados no dia 10 de abril, após a Polícia Federal e a Polícia Civil prenderem o pedreiro Adimar Jesus da Silva, que confessou os crimes e revelou o local onde os jovens estavam enterrados. Dias depois de ser preso, Adimar foi encontrado morto na cela. Segundo a Polícia Civil, o pedreiro teria se enforcado usando uma corda feita por ele.

    Leia tudo sobre: Luziâniaassassino

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG