O assessor especial da Presidência para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia, lamentou a morte do senador Jefferson Péres (PDT-AM). Apesar das divergências que manteve com o senador em relação a tópicos da política externa, Garcia destacou que suas propostas certamente estavam direcionadas ao bem do País.

Essas divergências, concluiu, eram "secundárias".

O líder da bancada do PDT no Senado, senador Jefferson Péres (AM), morreu na manhã de hoje, de enfarte, em sua residência na capital do Amazonas, por volta das 6h30. O corpo será velado no Palácio do Governo, em Manaus, e o sepultamento será amanhã.

Péres cumpria seu segundo mandato como senador, pelo PDT-AM. Ele nasceu em Manaus em 1932 e era formado em Direito pela Universidade Federal do Amazonas, e em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas. Foi professor de economia na Universidade Federal do Amazonas e ingressou na vida parlamentar em 1988, quando foi eleito vereador. Reeleito nas eleições municipais em 1992, ele chegou ao Senado em 1995. Era casado com Marlidice, juíza aposentada, e deixa três filhos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.