Percentual de fumantes cai 50% em 20 anos

BRASÍLIA - O estudo Saúde Brasil 2008, divulgado nesta quinta-feira em Brasília pelo Ministério da Saúde, mostrou que o percentual de adultos fumantes caiu pela metade nas últimas duas décadas. Em 1989, nada menos que 31% dos brasileiros fumavam regularmente. Atualmente, esse número é 16,3%.

Erika Klingl, iG Brasília |

A queda é atribuída às campanhas de conscientização e às leis anti-fumo. A queda no tabagismo é um motivo a se comemorar, principalmente porque já começou a se refletir na queda de mortes por doenças cardiovasculares, afirma a coordenadora geral de Doenças e Agravos Não-transmissíveis do Ministério da Saúde, Deborah Malta.

A contagem dos fumantes foi aferida pelo Vigitel, um sistema de inquérito por meio telefônico realizado nas 26 capitais e do Distrito Federal. O sistema monitora variáveis como o hábito de fumar, o consumo de bebidas alcoólicas, o excesso de peso, a obesidade, os hábitos alimentares, o sedentarismo e a morbidade referida, com diagnóstico prévio para diabetes e hipertensão arterial.

De acordo com o estudo, a morte por doenças cardiovasculares caiu 20% entre 1990 e 2006. Ainda assim, figuram no topo da lista de óbitos Brasil. Em 2006, 300 mil pessoas morreram de problemas do coração, quase 30% do total de óbitos daquele ano. As mortes especificamente por doenças cerebrovasculares tiveram redução ainda maior: 30,9% no mesmo período, quando passaram de 64,5 por 100 mil habitantes para 44,6 por 100 mil habitantes.

Leia também:

Saiba mais sobre saúde

    Leia tudo sobre: saúde

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG