Pela sétima vez, estátua de Drummond ganha novo par de óculos no Rio

¿Pôr fogo em tudo, inclusive em mim/ Ao menino de 1918 chamavam anarquista/ Porém meu ódio é o melhor de mim¿. Os versos de A Flor e a Náusea, de Carlos Drummond de Andrade, cabem bem ao que sua estátua teve que passar ¿ pela sétima vez ¿ nessa segunda-feira (28).

iG Rio de Janeiro |

O soldador Valdecir Santos, de 48 anos, recolocou óculos na estátua de bronze de Drummond, localizada no posto 6 da praia de Copacabana, zona Sul do Rio. Com ajuda de um maçarico, os óculos foram devolvidos ao dono. A estátua teve ainda substituição das placas de identificação que contêm informações sobre o poeta e passou por uma limpeza geral.

AE
Soldador recoloca o óculos na estátua nesta segunda-feira
A partir de agora, a estátua também passa a ser monitorada 24 horas por câmeras da CET-Rio, para tentar impedir atos de vandalismo que se tornaram recorrentes, desde sua inauguração, em 2002. Em média, houve um ataque a cada ano. Em 1º de agosto de 2008, a estátua foi adotada por uma empresa fabricante de lentes de óculos. O termo de adoção tem validade de dois anos. Até então o custo de reposição de cada peça custava cerca de R$ 30 mil.

Leia mais sobre: Drummond

    Leia tudo sobre: copacabanadrummondestátuaroubo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG