caiu de uma altura de 40 metros em um vale no bairro Vila Real, em Marília, interior de São Paulo, sofreu traumatismo craniano, fratura nas costelas e perfuração no pulmão, mas tem quadro de saúde estável, segundo a assessoria de imprensa do Hospital das Clínicas de Marília." / caiu de uma altura de 40 metros em um vale no bairro Vila Real, em Marília, interior de São Paulo, sofreu traumatismo craniano, fratura nas costelas e perfuração no pulmão, mas tem quadro de saúde estável, segundo a assessoria de imprensa do Hospital das Clínicas de Marília." /

Pedreiro que caiu em vale teve traumatismo craniano mas segue estável

O pedreiro Adauto Jesus do Nascimento, de 58 anos, que http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2010/01/12/homem+cai+em+vale+em+marilia+e+pede+ajuda+por+celular+9272310.html target=_topcaiu de uma altura de 40 metros em um vale no bairro Vila Real, em Marília, interior de São Paulo, sofreu traumatismo craniano, fratura nas costelas e perfuração no pulmão, mas tem quadro de saúde estável, segundo a assessoria de imprensa do Hospital das Clínicas de Marília.

Bruno Rico, iG São Paulo |

De acordo com relato da família ao hospital, Adauto teria saído de casa no domingo de manhã e desaparecido. Mas o caso não está esclarecido. O Corpo de Bombeiros de Marília afirma que o socorro foi acionado às 7h53 desta segunda-feira. Mas nem a assessoria do hospital nem o Corpo de Bombeiros de Marília sabem informar se Adauto caiu no vale no mesmo dia ou no domingo. Há suspeitas de que tenha ficado cerca de 24 horas desacordado após a queda. A família informou ao Hospital que o pedreiro faz tratamento para tratar de transtorno mental.

Após cair do vale, Adauto ligou de seu celular pedindo socorro. O resgate, no entanto, só foi feito cerca de três horas depois. Além do difícil acesso ao vale, só foi informado para a corporação o bairro em que a vítima estava. O helicóptero Águia, da Polícia Militar (PM), foi acionado para atender a ocorrência, mas não conseguiu socorrer a vítima em razão do tempo ruim e da neblina, que atrapalharam a visibilidade.

O Vale do Itambé, de onde caiu, tem mais de 70 metros, de acordo com o Capitão Marcelo Alves dos Santos, do Corpo de Bombeiros de Marília. Seriam 40 metros de queda livre. Para ele, Adauto Jesus não teria resistido. O Capitão Marcelo acredita que o pedreiro pode ter escorregado e caído em uma tubulação de esgoto da cidade que desemboca perto de onde foi encontrado. Adauto disse aos médicos e bombeiros não se lembrar como aconteceu a queda.

*Com Agência Estado

Leia mais sobre resgate

    Leia tudo sobre: resgatesão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG