O pedreiro Reginaldo Calil Sanches confessou ter matado a arquiteta Aparecida Valeria Antoneli Colnago em Tupã, no interior paulista. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP), a vítima desapareceu na segunda-feira e seu corpo foi encontrado pela polícia no dia seguinte em um canavial, a cerca de 10 quilômetros da cidade.

O suspeito foi preso na terça-feira.

Reginaldo confessou o crime e indicou o local onde havia enterrado o corpo de Aparecida. Segundo depoimento do suspeito, ele teria empurrado a arquiteta, que bateu a cabeça na pia, durante uma discussão. Em seguida, o pedreiro disse que sufocou a vítima com um tapete e depois deu golpes em sua cabeça.

O corpo de Valéria foi velado e enterrado ontem. Com o suspeito, foram encontrados pertences da casa, a carteira da vítima, dois celulares e joias. Sanches foi encaminhado à Cadeia Pública de Rinópolis, onde permanece à disposição da Justiça.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.