Pedida nova prisão de acusados por orgias com menores

O delegado Alexandre Cassola pediu hoje a prisão preventiva dos cinco empresários acusados de promover orgias com adolescentes na cidade de Mairinque, no interior paulista. Os suspeitos já tiveram a prisão temporária decretada pela Justiça, mas apenas um deles está detido.

Agência Estado |

De acordo com o delegado, com a decretação da preventiva, será expedida ordem de captura dos que estão foragidos. Ele acredita que o inquérito, concluído em tempo recorde, já possui as provas para incriminar os suspeitos.

Hoje, o delegado ouviu duas adolescentes e tomou o depoimento do suspeito que está preso. Eles são acusados de realizar festas com as menores em um prédio da cidade. Duas das vítimas, uma delas maior de idade, disseram ter sido obrigadas a manter relações sexuais com todos os acusados. De acordo com elas, também eram forçadas também a aliciar adolescentes para o grupo.

Uma das garotas disse ter sido forçada a realizar um aborto, após ter ficado grávida de um dos acusados. Um notebook, CDs e fitas de vídeo apreendidos na casa de um dos empresários foram analisados no Instituto de Criminalística de Sorocaba, mas o conteúdo não foi divulgado, pois o processo corre em segredo de Justiça.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG