Pecuarista brasileiro é sequestrado no Paraguai

ASSUNÇÃO (Reuters) - A polícia paraguaia informou no sábado que um pecuarista brasileiro de 91 anos foi sequestrado na véspera de se mudar de uma propriedade que possui em Amambay, fronteira com o Brasil. Américo Botelo foi capturado na quinta-feira, junto com um capataz cuja identidade não foi divulgada, na localidade de Yby Yaú, a 400 quilômetros ao norte de Assunção.

Reuters |

'Ontem (sexta-feira) às 20h tivemos conhecimento do sequestro. Os familiares estão recebendo chamadas mas não avisam à polícia por exigência dos sequestradores', disse o comissário Ramón Ayala à rádio Primero de Marzo.

O oficial afirmou que sequestradores, que seriam também brasileiros, pediram um resgate de 300 mil dólares.

Botelo reside na localidade brasileira de El Dorado, a cerca de 120 quilômetros da fronteira com o Paraguai, país onde trabalha há 35 anos.

Este é o segundo caso de sequestro de um pecuarista na região norte do país, afetada por narcotraficantes e onde existe uma crescente tensão entre os produtores rurais e camponeses que reclama por terra.

Nos últimos meses vários estabelecimentos foram invadidos por grupos que não aceitam a expansão da agricultura mecanizada e a presença de estrangeiros na região.

(Reportagem de Mariel Cristaldo)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG