Peça traz retrato da mulher bem-sucedida e consumista

SÃO PAULO ¿ Débora Duboc conta que riu ao ler pela primeira vez Um Dia (Quase) Igual aos Outros, de Dario Fo, que estreia hoje para convidados no Centro Cultural Banco do Brasil, de São Paulo. ¿Não é fácil rir de uma peça numa simples leitura¿, argumenta Débora.

Agência Estado |

Ser engraçado foi o primeiro aspecto a atrair, mas não o único, a essa atriz reconhecida pela densidade de seus trabalhos, que agora busca se exercitar na comédia. Sob direção de Neyde Veneziano, a atriz se lança no universo do autor Prêmio Nobel de Literatura que mostra a mulher atual, bem-sucedida e consumista.

O ponto de partida da peça é uma mulher que está decidida a suicidar-se. Como despedida, ela grava um depoimento para o ex-marido. A peça é para mim um rito de passagem: do desapego do que não é importante para a valorização do que é essencial, diz Débora.

Júlia é uma mulher independente e bem-sucedida materialmente, que se dá conta da quantidade de bobagens que a escravizam. A peça foi escrita por Dario Fo em 1983, a década que valorizou os yuppies.

O espetáculo conta ainda com a participação virtual de Cláudia Mello, Eliana Rocha, Marcelo Médici, Marco Luque, Grace Giannoukas, Elias Andreato, Leonardo Medeiros e Vivianne Pasmanter. O espetáculo fica em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil, em São Paulo, na Rua Álvares Penteado, 112, de quinta a sábado, às 19h30; e domingos, às 18h. R$ 15.

    Leia tudo sobre: teatro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG