Praia do Pina está incluída na faixa da orla pernambucana onde a prática do surfe é proibida por decreto estadual

selo

O jovem Marlisson Lima, de 21 anos, foi atacado por um tubarão nesta manhã, por volta das 10h30, quando surfava com um grupo na praia urbana do Pina, no Recife. Com a perna direita bastante ferida, ele foi levado por um taxista ao Hospital da Restauração, a maior emergência do Estado. A extensão do ferimento ainda estava sendo avaliada.

A Praia do Pina está incluída na faixa da orla pernambucana onde a prática do surfe é proibida por decreto estadual. A proibição foi decorrente dos constantes ataques de tubarão registrados na área desde 1992. Foram 53 ataques com 20 mortes até setembro de 2009, quando havia ocorrido o último ataque que provocou a morte de Geovani Thiago Barbosa de Freitas, 15 anos, que surfava na praia de Piedade, município metropolitano de Jaboatão dos Guararapes.

Para o biólogo Fábio Hazin, coordenador do Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões (Cemit), o impacto ambiental provocado pela construção do Porto de Suape, no município metropolitano de Ipojuca, é uma das causas do aumento dos ataques de tubarão no Estado, devido ao forte impacto ambiental - aterros de mangues e desvio de rios - e o aumento do tráfego marítimo na região. Além da degradação do meio ambiente, os tubarões seriam atraídos pelo lixo jogado pelos navios, mudando sua rota.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.