Prefeito de Recife é criticado por viajar para Espanha

Cidade sofre com alagamentos e trânsito por causa das chuvas. Segundo a prefeitura, João da Costa monitora problemas por telefone

Renata Baptista, iG Pernambuco |

Enquanto a população do Recife sofre os prejuízos provocados pelas chuvas que atingem a cidade desde a semana passada e que a deixou debaixo d'água nesta terça-feira, o prefeito João da Costa (PT) está em meio a uma viagem de sete dias com a mulher e o filho em Madri, na Espanha, desde o último domingo.

A viagem para descanso do prefeito e da família gerou uma série de críticas divulgadas pela internet e, sobretudo, por desafetos políticos do petista.

Usuários de redes sociais mostraram indignação com o suposto descaso do prefeito. Em um perfil falso no Twitter, uma pessoa com a foto e o nome do prefeito se descreve como "Prefeito do Recife, mas quando chove me mudo para Madri" (http://twitter.com/jcostamarilac). O falso prefeito aproveita para mandar um recado à população: "Parem de sujar a cidade, SEUS IMUNDO. Depois tudo alaga e eu preciso voar para Madri".

O usuário Rodrigo Alvares (http://twitter.com/#!/Alvares10) postou uma série de críticas ao prefeito, entre elas, "O inverno está apenas começando e o caos está instalado no Recife e região metropolitana. Como o prefeito viaja numa situação dessa?".

O ex-prefeito e deputado federal, João Paulo (PT), aproveitou a oportunidade para alfinetar seu ex-aliado político e sucessor. Em entrevista a uma rádio local, ele disse que sempre teve uma grande preocupação com o período de chuvas na cidade e evitava viajar. Durante a entrevista, João Paulo afirmou que chegou a cancelar a participação em um evento na França para acompanhar as chuvas na cidade.

A líder da oposição na Câmara, Priscila Krause (DEM), chegou a lançar uma campanha no Twitter com a tag #prefeitosumiu. Para a democrata, a viagem foi "uma tremenda falta de respeito com a população".

Prefeitura

Em nota, a assessoria do prefeitura informou que João da Costa entrou em contato por telefone com o prefeito em exercício, Milton Coelho (PSB), para definir novas ações de combate aos efeitos das chuvas.

AE
Congestionamento na avenida Agamenon Magalhães, no Recife: as chuvas pararam a cidade
De acordo com o órgão, foram adotadas medidas para garantir a fluidez do trânsito, entre elas o deslocamento de mais 100 guardas patrimoniais para o monitoramento do tráfego, elevando o efetivo de agentes de trânsito para 450 guardas.

Informações da prefeitura também dão conta de que houve o reforço das ações de combates a alagamentos, e que a Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb) teve a equipe ampliada de 150 para 200 homens.

Em plenária na Câmara na tarde desta terça-feira, o líder do governo, Josenildo Sinésio (PT), afirmou que é uma "falta de respeito" ao prefeito em exercício a oposição dizer que a cidade está sem governante. "A cidade está sob controle. Tivemos apenas problemas no trânsito, mas nos morros a situação é tranquila", disse.

    Leia tudo sobre: PernambucochuvasRecifealagamentoJoão da Costa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG