Polícia Federal faz maior apreensão de cocaína em PE

Na operação, resultado de dois meses de investigação, foram presas cinco pessoas, incluindo o chefe da organização e clientes

AE |

selo

A Polícia Federal de Pernambuco fez ontem sua maior apreensão de cocaína no Estado: 165,2 quilos de pasta base. Na operação, resultado de dois meses de investigação, foram presas cinco pessoas, incluindo o chefe da organização, clientes que distribuiriam a droga e um policial militar que dava cobertura à quadrilha fazendo a escolta da droga. Com eles foram apreendidos três pistolas, um revólver 38, munição, cinco veículos, celulares e quase R$ 160 mil.

A prisão ocorreu na casa de Wendel Batista Guimarães, 32 anos, apontado como gerente da organização, no bairro da Iputinga, zona oeste do Recife. Ele e o suspeito de ser o líder, Marcos Roberto Marques Lisboa, 36, são de Sergipe e já foram presos por assaltos. Ao lado de José João da Silva, Gilvan Manoel do Nascimento e o soldado da PM Arthur José da Silva, foram autuados por tráfico interestadual de entorpecentes e, se condenados, poderão pegar penas de cinco a 20 anos de prisão.

De acordo com a Polícia Federal de Pernambuco, a cocaína poderia render mais de 2,6 milhões de pedras de crack, que seriam comercializadas na região metropolitana, agreste e sertão de Pernambuco.

Esta foi a sétima apreensão de drogas realizada este ano pela Polícia Federal, totalizando 247,4 quilos de pasta base de cocaína - quase três vezes a apreensão do ano de 2010, de 83,9 quilos.

    Leia tudo sobre: NACIONALGERAL

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG