Pernambuco investiga se carta que explodiu era bomba ou cosmético

Pacote não feriu ninguém. Por enquanto, polícia descarta bomba e acha mais provável que, com o calor, produto tenha explodido

Renata Baptista, iG Pernambuco |

A explosão de uma encomenda no Centro de Cartas e Encomendas dos Correios, no bairro do Bongi, no Recife, assustou os funcionários que trabalhavam no local na manhã desta quinta-feira. Mas, felizmente, não feriu ninguém.

AE
Grade dos Correios onde estava o pacote que explodiu

De acordo com a assessoria de imprensa dos Correios, o único prejuízo foram algumas correspondências que estavam próximas ao pacote e que acabaram queimadas. Não havia funcionários dos Correios por perto. Nesse caso, quem perdeu foram as pessoas que tentaram mandar alguma correspondência ou pacote e tiveram a infelicidade de perdê-las na explosão.

Uma equipe da Polícia Federal está no local para investigar a ocorrência. Por enquanto, está descartada a hipótese de um atentado. O mais provável é que a encomenda contivesse algo inflamável, como telefone celular ou cosméticos que, com o calor e atrito, acabou explodindo.

A Polícia Civil solicitou as gravações do circuito interno dos Correios do momento da explosão para investigação. Um inquérito policial foi instaurado e o inquérito tem até 30 dias para ser concluído.

    Leia tudo sobre: PernambucoRecifeCorreiosexplosão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG