Mulher morre em festa com soldados em quartel da Aeronáutica

A mulher estava em um encontro com militares dentro do Parque de Material Aeronáutico do Recife quando levou um tiro no rosto

iG Sâo Paulo |

A Força Aérea Brasileira (FAB) abriu inquérito para apurar as circunstâncias da morte de Monique Valéria de Miranda Costa e determinar os responsáveis pela entrada dela, com mais duas mulheres, no Parque de Material Aeronáutico do Recife (PAMA-RF), em Pernambuco, na noite de domingo (7). A mulher morreu na madrugada de domingo (7) depois de levar um tiro no rosto e não havia justificativa para que elas estivessem presentes naquele local, segundo a FAB.

Monique e mais duas mulheres estavam em um encontro com três militares, sendo que um deles portava uma pistola com carregador, arma da qual foi realizado o disparo. No local, foram encontradas garrafas de bebida alcoólica.

Os três soldados foram presos por crime militar porque abandonaram o posto de serviço, sem ordem superior, para irem ao encontro e consumiram bebida alcoólica em serviço.

O caso foi encaminhado para a Justiça Militar e o Departamento de Polícia Federal realizou perícia técnica no local para averiguar como ocorreu o disparo. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Recife investiga as circunstâncias da morte de Monique.

    Leia tudo sobre: fabquartelmorterecife

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG