Exame de DNA identificará vítimas de acidente aéreo

O procedimento visa resguardar os familiares das vítimas, segundo o diretor da empresa aérea Noar, Giovanne Farias

AE |

selo

Os corpos das vítimas do acidente aéreo que ocorreu nesta quarta-feira no Recife serão identificados por meio de exame de DNA. Segundo Giovanne Farias, diretor da empresa aérea Noar, os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) e os técnicos recolheram o material necessário para a realização do exame com os familiares durante o dia de hoje. A declaração foi dada no fim da tarde em entrevista à imprensa. O procedimento, segundo Farias, foi feito para resguardar os próprios familiares.

A equipe do segundo serviço regional de investigação e prevenção de acidentes aeronáuticos (Seripa 2), da Força Aérea Brasileira (FAB), encontrou as caixas-pretas da aeronave. A leitura dos dados será feita no Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). O avião caiu três minutos após a decolagem.

AE
Bimotor da empresa aérea Noar pegou fogo ao cair e ficou totalmente destruído matando todos que estavam a bordo

    Leia tudo sobre: bimotoracidenterecifednavítimas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG