Corpo de copiloto de avião que caiu no Recife é identificado

O corpo de Roberto Gonçalves foi o primeiro a ser reconhecido no Instituto Médico Legal

AE |

selo

O corpo do copiloto Roberto Gonçalves foi identificado nesta manhã, de acordo com o irmão Jairo Gonçalves. Segundo ele, o corpo foi o primeiro a ser reconhecido no Instituto Médico Legal (IML). O copiloto é uma das 16 vítimas do acidente ocorrido na manhã de ontem, no Recife (PE), quando um avião da companhia aérea Noar caiu poucos minutos após decolar.

Jairo afirmou que o filho de Roberto, Honey Gonçalves, de 32 anos, que também é piloto, desembarcou no Brasil por volta das 10h. Ele estava em Paris, na França. Honey não quis falar com a imprensa. Segundo o tio, ele está bastante abalado, já que era muito apegado ao pai.

O irmão também afirmou que o velório de Roberto será realizado hoje, no Cemitério Morada da Paz, no município de Paulista, a partir das 14h. O sepultamento está marcado para amanhã, a partir das 9 horas.

Em nota, a Noar Linhas Aéreas afirmou que decidiu suspender todos os voos hoje. A empresa já havia suspendido a operação ontem, e os passageiros com voos marcados para hoje estão sendo remanejados para outras companhias aéreas ou outros meios de transporte.

A empresa disse que a paralisação das atividades é necessária para a reorganização da malha aérea. Em razão do acidente, a Noar passa a operar com apenas uma aeronave. Quatro voos seriam realizados hoje.

Acidente

Dezesseis pessoas morreram na queda de um bimotor da Noar no início da manhã de ontem, no bairro de Boa Viagem, zona sul do Recife. O voo 4896, que faria a rota Recife-Natal-Mossoró, caiu pouco mais de três minutos após decolar, às 6h51. Há indícios de que ocorreu uma falha técnica.

    Leia tudo sobre: aviãoacidentebimotorrecifenoar

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG