Adolescentes são apreendidos pela morte de universitária em PE

Jovens de 17 e 15 anos estavam escondidos na casa do pai do mais velho e teriam confessado o crime

Renata Baptista, iG Pernambuco |

Foram apreendidos, na noite desta quinta-feira, os dois adolescentes acusados de terem assassinado a universitária Fernanda Mateus , de 26 anos, na terça-feira em Camaragibe, na região metropolitana de Recife. Os dois jovens - um tem 17 anos e o outro 15 - foram encontrados poucas horas após terem sido reconhecidos por fotografias por Lorena de Albuquerque, de 25 anos, que dirigia o carro em que Fernanda estava no momento em que foi baleada.

Arquivo pessoal
A estudante Fernanda Mateus
Eles estavam escondidos na casa do pai do mais velho, no bairro Timbi. Duas armas - inclusive a que teria sido usada no crime - foram encontradas no local. Os dois confessaram à polícia ter cheirado cola durante todo o dia do crime. Eles afirmaram ainda que foram à região, conhecida como Chã de Peroba, com a intenção de realizar assaltos.

Foi quando o carro com as duas estudantes, que estavam no local para realizar uma gravação para o trabalho de conclusão de curso de Radialismo e TV da Universidade Federal de Pernambuco, parou próximo a eles para que elas pedissem informações sobre como chegar a um haras da região.

De acordo com o depoimentos dos jovens à polícia, eles anunciaram o assalto antes mesmo que elas falassem algo. Segundo eles, Fernanda duvidou de que a arma estivesse carregada, então o mais velho deles efetuou um disparo apenas para assustá-las. Quando viu que atingiu Fernanda no rosto, tomou a bolsa das duas e os dois fugiram.

Eles pegaram os telefones celulares das jovens e jogaram as bolsas fora. Venderam os aparelhos por R$ 40 e R$ 20 e usaram o dinheiro para se alimentar durante o período em que ficaram escondidos.

O delegado Isaias Novaes, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, responsável pelo caso, disse que eles roubaram as armas de uma granja, há pouco mais de um mês, onde o mais velho havia trabalhado. Segundo Novaes, as prisões só foram possíveis com o auxílio da comunidade. Em um período de 24 horas foram registradas 23 ligações de moradores denunciando os acusados.

Os adolescentes foram autuados em flagrante pelo furto e posse das armas e pelo fato consumado de latrocínio (roubo seguido de morte).

Na tarde desta sexta-feira, Lorena fará o reconhecimento dos acusados.

    Leia tudo sobre: fernanda mateuspernambucoCamaragibe

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG