Acusada de homicídio é eleita Miss Penitenciária de Pernambuco

Além de beleza, também foram considerados critérios como bom comportamento e testes de conhecimento

Renata Baptista, iG Pernambuco |

Uma jovem de 19 anos foi coroada, na noite desta sexta-feira, 1ª Miss Penitenciária Pernambuco. Rebecca Rhaysa Suelen Guedes, que aguarda julgamento sob a acusação de homicídio, enfrentou outras 11 finalistas com idades entre 19 e 28 anos.

A disputa foi realizada em noite promovida no Clube de Oficiais da Polícia Militar, no Recife, e promovido pela Secretaria Estadual de Ressocialização. As 12 candidatas foram selecionadas entre um total de 90. Além de beleza, também foram considerados critérios como bom comportamento e testes de conhecimento.

As candidatas se apresentaram usando traje de gala e passeio. A produção - maquiagem e cabelo - foi feita no salão de beleza Zuzu Angel, que fica dentro da Colônia Penal Feminina do Recife.

A comissão julgadora foi composta por 15 pessoas - entre políticos, representantes do governo, jornalistas, fotógrafos e profissionais de beleza.

Rebecca, além do título de Miss Penitenciária de Pernambuco, com faixa e coroa, recebeu um prêmio de R$ 1.000 e um curso profissionalizante. As que ficaram em segundo e terceiro lugares - Juana D’Ark de Lima e Inabel Priscila dos Prazeres - receberam R$ 500 e R$ 250, respectivamente.

Para a nova Miss Penitenciária de Pernambuco, participar do concurso foi "uma motivação para mudar de vida".

No sistema penitenciário pernambucano, a população carcerária feminina é de 1.516 mulheres, sob os regimes fechado e semiaberto.

    Leia tudo sobre: misspenitenciária feminina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG