Preso acusado de executar promotor em Pernambuco

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Acusado é cunhado do fazendeiro José Maria Pedro Rosendo Barbosa, apontado pela polícia como mandante

Agência Estado

A Secretaria de Defesa Social de Pernambuco confirmou, na manhã desta quarta-feira (16) a prisão do suspeito de ser o executor do promotor público carioca Thiago Faria Soares, assassinado na terça-feira da semana passada numa rodovia entre os municípios de Itaíba e Águas Belas, no Agreste pernambucano. Edimacyr Cruz foi capturado após prestar depoimento no final da noite de ontem.

Leia Já: Noiva de promotor morto se desespera e pede por justiça

Líbia Floretino/LeiaJáImagens
Durante o velório, a advogada Mysheva Freire Ferrão Martins não se conforma com a morte trágica do noivo Thiago Farias

O acusado é cunhado do fazendeiro José Maria Pedro Rosendo Barbosa, apontado pela Polícia Civil como o mandante do crime. De acordo com o secretário de Defesa Civil, Wilson Damázio, a motivação do crime teria ligação com a disputa pela posse e posterior aquisição de uma fazenda localizada em Águas Belas. José Maria, que já possui mandado de prisão temporária expedido pela Justiça, permanece foragido e está sendo procurado pela Polícia pernambucana.

Ontem, o helicóptero da SDS chegou a sobrevoar a Fazenda Nova, uma propriedade pertencente ao acusado, na área rural do município de Águas Belas. Segundo o delegado Rômulo Holanda, responsável pelas investigações, José Maria também é acusado de mandar matar, em 1990, o então prefeito de Águas Belas, Hildebrando Albuquerque de Lima.

O político saiu ileso, mas dois dos quatro PMs que faziam sua segurança morreram. O fazendeiro foi um dos principais personagens da "CPI da Pistolagem", em 2000, quando foi acusado de liderar um grupo de matadores no Agreste. Ainda de acordo com o delegado, pelo menos outros dois suspeitos de participarem do crime estão sendo procurados.

O promotor foi assassinado com quatro tiros de espingarda calibre 12 na cabeça e no pescoço, dentro do próprio carro, na rodovia PE-300, na cidade de Itaíba. Ele dirigia o carro e estava acompanhado da noiva, Mysheva Freire Ferrão Martins, e do tio dela, Adautivo Elias Martins, quando outro automóvel se aproximou e desferiu os tiros.

De acordo com a Polícia, Mysheva teve ferimentos leves, depois de ter pulado pela janela do veículo para não ser atingida pelos disparos. Adautivo não foi atingido. O corpo de Thiago Faria foi sepultado no final da tarde de ontem, no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, no Grande Recife.

Leia tudo sobre: promotor mortopernambucothiago faria soares

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas