PDT avisa que só apoiará tucanos se Aécio for candidato

Depois de um encontro reservado com Aécio Neves, o líder do PDT na Câmara, deputado Brizola Neto (RJ), disse hoje que só há hipótese de o partido se aliar a uma candidatura tucana na eleição presidencial em 2010 caso o governador mineiro consiga vencer a disputa interna com o colega paulista, José Serra. Se o Serra for o candidato o PDT nem avalia.

Agência Estado |

O PDT não tem condições de caminhar junto com José Serra", afirmou o deputado ao deixar o Palácio das Mangabeiras, residência oficial do governador de Minas.

Para o líder pedetista, o partido identifica a candidatura Serra "como uma continuidade daquilo que foi o governo Fernando Henrique". "Tem um peso muito grande as privatizações, as reformas da previdência, e o PDT não tem como acompanhar. A candidatura do Aécio a gente enxerga como um quadro novo", ressaltou. No início do mês passado, também no Mangabeiras, o presidente nacional do PDT e ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, sugeriu que o partido - que integra a base de apoio ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva -, poderá se aliar a uma eventual candidatura presidencial de Aécio. Para ser o presidenciável tucano, um dos principais argumentos do mineiro é a capacidade de aglutinar apoios, inclusive de partidos que hoje estão na base de sustentação do Planalto.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG