Paulo Ramos será candidato do PDT à Prefeitura do Rio

O PDT do Rio aprovou a candidatura própria para a disputa a Prefeitura do Rio. Na convenção que terminou por volta das 22h desta quinta-feira, o deputado estadual Paulo Ramos confirmou a previsão dos militantes e teve 277 dos 400 votos em favor de seu nome.

Agência Estado |

A indicação aumenta, no Rio, o número de candidatos a prefeito da base do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Apesar de apresentar baixo desempenho nas pesquisas, Ramos conseguiu reunir a maior parte do partido em torno de sua candidatura, defendida por líderes como a deputada estadual Cidinha Campos e apoiada pelo ministro do Trabalho, Carlos Lupi.

Confirmada a decisão com a apuração das urnas, fica sepultada uma possível aliança com o PC do B da ex-deputada Jandira Feghali, que havia oferecido a vaga de vice ao partido. Cotado para ser vice de Jandira, o deputado federal Brizola Neto (PDT-RJ), que é presidente do diretório municipal, defendeu a coligação e chegou a conversar também com PT, PMDB e PRB, mas foi derrotado. O deputado estadual Alessandro Molon (PT) também guardava a vaga de vice para uma composição com o PDT.

Agora, Molon e Jandira voltam-se para o PSB, cuja convenção se realiza sábado. Além da candidatura do ex-presidente do BNDES Carlos Lessa, o partido tem como alternativa a uma coligação com PDT e PT integrar a aliança em torno de Eduardo Paes (PMDB), candidato do governador Sérgio Cabral. O presidente regional do PSB, Alexandre Cardoso, é secretário de Ciência e Tecnologia do governo de Cabral. Depois de ter sacramentado a aliança com o PP do senador Francisco Dornelles, Paes recebeu anteontem o apoio do PTB. Ele foi recebido na sede da legenda pela vereadora Cristiane Brasil, filha do ex-deputado Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB.

Leia mais sobre: Eleições 2008

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG