Paulo Coelho acha que crise traz valores que tinham se perdido

BERLIM ¿ O escritor Paulo Coelho afirma que, apesar de dolorosa, a atual crise econômica mundial também tem algo de positivo, pois retorna a humanidade aos valores com os quais tínhamos perdido o contato.

EFE |

Em uma entrevista à edição digital da revista alemã "Der Spiegel", Coelho fala, assim, da revitalização de valores como o amor e a beleza da vida.

"A felicidade não é ficar sentado em frente a uma tela de computador, acompanhar a evolução das ações e apostar como em um cassino", afirma o autor de "O Alquimista" e "Diário de um Mago".

Apesar de se considerar mais um "realista" do que um "otimista", o escritor afirma que não tem "um grande medo" diante da crise, pois acha que o "sistema corrige a si próprio".

Segundo Coelho, as épocas de crise representam para algumas pessoas ¿ "se forem inteligentes" ¿ uma nova oportunidade para "definir sua vida de novo e refletir sobre ela". O escritor confia na capacidade de adaptação do homem, que acredita que permitirá superar este "doloroso momento" para a sociedade.

No entanto, alerta contra as grandes expectativas geradas nos Estados Unidos após a posse do presidente Barack Obama. "Gosto de Obama, mas ele não é o Messias", afirma Coelho, que sustenta que o presidente americano terá que adotar "decisões impopulares", que podem fazê-lo perder pontos diante da opinião pública.

    Leia tudo sobre: paulo coelho

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG