Paulo Bernardo se diz otimista sobre obras em 2010

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, afirmou durante o programa Bom Dia Ministro, produzido pela Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), que está otimista em relação a 2010. Segundo ele, será um ano para consolidar os programas e obras já iniciados.

Agência Estado |

Bernardo disse que a legislação eleitoral restringirá as ações do governo a partir de 30 de junho de 2010, mas não impedirá a continuidade dos investimentos. "Nós não temos obstáculos para que as obras sejam tocadas. Para nós será um ano praticamente normal. Não temos a intenção de lançar novos programas", afirmou.

O ministro disse que a tendência é que as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) tenham um ritmo de execução maior em 2010. Segundo ele, a legislação eleitoral proíbe a assinatura de convênios para repasse de recursos para estados e municípios e o lançamento de novos programas sociais. Bernardo disse que o governo já fixou este ano os reajustes necessários para que o Bolsa Família, salário mínimo e a merenda escolar passem por 2010 sem novas discussões de aumentos.

Ele afirmou também que não há descontrole nos gastos públicos. O ministro admitiu que "houve uma recuperação" da folha de salários do funcionalismo público a partir de 2005, mas avaliou que o crescimento econômico dos próximos anos tende a diminuir o peso do custo com pessoal.

"O crescimento econômico tende a tornar menor a conta de pessoal. O presidente Lula já disse que daqui pra frente a prioridade será o investimento", afirmou. Ele garantiu que o aumento dos gastos públicos nos últimos anos não trará nenhum problema para o próximo governo, em 2011.

Segundo ele, a previsão de receitas no próximo ano é melhor que em 2009, quando houve uma queda na arrecadação como reflexo da crise financeira. "Mesmo tendo menos receita este ano, não reduzimos os investimentos. O Brasil, com exceção da China, foi o que melhor enfrentou a crise", afirmou.

Leia mais sobre: PAC

    Leia tudo sobre: obraobraspac

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG