BRASÍLIA ¿ O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, deixou o Palácio do Planalto nesta quarta-feira, após reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para entregar ao presidente do Senado, Garibaldi Alves Filho, o Orçamento da União de 2009 e avaliação do Plano Plurianual (PPA) de 2004 a 2007. Conforme informou o ministro, o orçamento está sendo entregue quatro dias antes da data prevista.

Acho que é apenas um movimento simbólico. Na verdade, estou levando apenas uma mensagem porque se tivesse que levar todos os anexos eu precisaria de um carrinho de mão. Agora começaremos um debate e, provavelmente, eu farei uma exposição sobre o assunto, ressaltou o ministro.

Questionado sobre se o presidente Lula tinha mandado algum recado ao Congresso, Paulo Bernardo afirmou que sim. Convença o pessoal que o Orçamento está muito bom, destacou.

Raposa Serra do Sol

Na ocasião, o ministro afirmou que o Supremo Tribunal Federal (STF) está realizando um trabalho cuidadoso em relação às ações que contestam a demarcação contínua da Terra Indígena Raposa Serra do Sol e o decreto assinado, em abril de 2005, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, homologando as terras.

O STF está sendo bem cuidadoso e, certamente, tomará a decisão certa, acrescentou o ministro. O julgamento, que estava previsto para o final da primeira quinzena de junho, foi adiado para o segundo semestre, após uma avaliação da Corte de que seria mais prudente dar mais tempo para a análise da documentação referente a 33 ações que questionam a demarcação das terras.

Leia também:

Leia mais sobre: Orçamento da União

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.