BRASÍLIA (Reuters) - O Conselho Monetário Nacional (CMN) fixou em 4,5 por cento a meta de inflação para 2011, informou nesta terça-feira o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Paulo Bernardo. Será o sétimo ano seguido em que o Banco Central terá que perseguir este alvo na condução da política monetária.

(Reportagem de Isabel Versiani e Ana Paula Paiva)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.