Paulistano festeja aniversário de SP debaixo de chuva

Mesmo debaixo dágua, cerca de 50 mil pessoas, segundo a organização, assistiram à maratona de shows de Cine, Leci Brandão, Paula Lima, Negra Li e Toni Garrido no Vale do Anhangabaú. No Parque da Independência, no Ipiranga, na zona sul, o temporal atrasou os shows dos cantores mineiros Erika Machado, Flávio Venturini, Lô Borges e Milton Nascimento em duas horas.

Agência Estado |

E foi assim, sob efeito do clima, que São Paulo festejou seus 456 anos.

Até Michael Jackson apareceu no Anhangabaú. Marcado para as 14 horas, o flash mob (evento marcado pela internet) começou com 26 minutos de atraso, ao som de sucessos como "Thriller" e "Beat It". Cerca de 30 pessoas dançaram comandadas pelo sósia Marcelo Linatti. Nem a polícia nem o posto médico registraram ocorrências graves. No Ipiranga, Erika Machado abriu os shows às 17 horas. Flávio Venturini veio depois. Milton iniciou a apresentação às 20h30. Houve problemas técnicos e o público começou a xingar o prefeito Gilberto Kassab (DEM). No fim, com público de 2 mil pessoas, os cantores interpretaram "Maria, Maria".

Pela manhã, sem chuva, cerca de 3.500 pessoas foram à Catedral da Sé para lembrar as vítimas das enchentes na missa em comemoração aos 456 anos de São Paulo. O arcebispo metropolitano, d. Odilo Scherer, pediu orações aos 59 mortos no Estado por causa dos temporais desde dezembro. Kassab acompanhou a cerimônia ao lado do vice-presidente da República, José Alencar. O arcebispo evitou críticas às autoridades e pediu apenas que elas "trabalhem sem desfalecer pela justiça, pela paz e pelo bem comum". Kassab também lembrou as vítimas das inundações desta temporada.

No fim da missa, o prefeito saiu sem falar com a imprensa e foi à Prefeitura para homenagear, com a Medalha 25 de Janeiro, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o governador José Serra (PSDB). Em frente à sede da administração municipal, por volta das 12h30, o prefeito foi alvo de protestos de sem-teto. No início da manhã, no Pátio do Colégio, Kassab também havia sido alvo de manifestação por mais ciclovias. Na Prefeitura, ao lado de Lula e de Serra, Kassab pediu que a população colabore, por meio de ações preventivas, contra enchentes. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG