Paulinho pede fim de sigilo do processo de cassação

O deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho, pediu hoje, no segundo dia de depoimento ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara, que seja retirado o sigilo do processo ao qual responde no órgão. Essa história do sigilo não está me protegendo.

Agência Estado |

O que está lá nas 89 páginas todo mundo sabe. Foi dado em salaminho para toda a imprensa", afirmou. Paulinho será novamente ouvido pelo Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, em reunião secreta.

O novo depoimento foi considerado necessário pelos deputados do colegiado para que os dados constantes da ação, que corre em segredo de Justiça, possam ser usados durante os questionamentos. Depois de concluído o depoimento dele sem muitos avanços, o Conselho de Ética e Decoro centrará as expectativas no testemunho do delegado Rodrigo Levin, responsável pelo inquérito que apurou o suposto envolvimento de Paulinho em esquema de desvio de dinheiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), para tentar esclarecer o caso.

A data do depoimento depende da disponibilidade de Levin porque o Conselho de Ética não tem poder para obrigar a presença de convidados. Ficou decidido, no entanto, que ele falará em reunião secreta porque o processo corre em segredo de Justiça. "A vinda do delegado é imprescindível", disse Piau. Piau afirmou esperar que Levin esclareça como as investigações ligaram o deputado do PDT de São Paulo ao suposto esquema de desvio de dinheiro.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG