Paulinho entrega defesa ao corregedor da Câmara

O deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho, presidente da Força Sindical, entregou hoje sua primeira defesa ao corregedor da Câmara, deputado Inocêncio Oliveira (PR-PE), no caso da suposta ligação dele com esquema de desvios de recursos no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Ele reafirmou ser vítima de uma perseguição política por causa de sua atuação em defesa dos trabalhadores e disse estar buscando identificar as pessoas que o estariam perseguindo.

Agência Estado |

"Um punhado de nomes", declarou Paulinho, em entrevista após deixar o gabinete do corregedor.

O deputado confirmou que conversou com o advogado Ricardo Tosto, insistindo para que ele não se afastasse do cargo de consultor do BNDES. "Ele (Tosto) me ligou e fiz questão de falar para ele ficar", relatou Paulinho, lembrando que a Força Sindical divulgou nota a favor da permanência de Tosto no BNDES.

"Eu falei para ele ficar e que não aceitávamos a saída dele nem por um período. Ele queria se afastar para se defender. Eu falei: 'a Força Sindical não aceita'", contou o deputado. A conversa entre Paulinho e Tosto foi gravada pela Polícia Federal no dia 27 de abril. Tosto, indicado pela Força Sindical para o conselho do BNDES, foi apontado pela PF como suposto integrante de organização que desviava recursos do banco.

Na sua defesa, Paulinho rebate as acusações divulgadas pela imprensa. Informou que, caso cheguem os documentos do Ministério Público, apresentará nova parte das respostas. No documento entregue hoje, relata que não se apontou nenhum "dado concreto, palpável, objetivo" que ligue seu nome a um suposto esquema de desvio de recursos do BNDES. "Atirou-se seu nome no lodaçal da infâmia com a alusão a que teria recebido propina do 'esquema', mas nada se apresentou, em real perspectiva - leia-se, pois: documentalmente, materialmente -, em ordem a demonstrar a percepção, por ele, de qualquer valor a tal título", diz a defesa escrita do deputado.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG