LONDRES ¿ O cantor britânico Paul McCartney irá se apresentar pela primeira vez em Israel, onde sua antiga banda, os Beatles, havia sido proibida há mais de 40 anos.

McCartney, de 66 anos, assinou um contrato no valor de US$ 500 mil para cantar ao vivo no próximo mês de setembro na cidade de Tel-Aviv.

Fontes próximas do cantor insistiram para que sejam tomadas fortes medidas de segurança por medo de ataques terroristas durante o show.

"Paul está desesperado para colocar Israel no mapa dos locais onde já tocou", declarou uma fonte próxima do cantor de Liverpool.

O governo de Israel proibiu em 1965 a entrada dos Beatles no país por considerar o grupo um "perigo para a moral pública", e se desculpou formalmente anos mais tarde.

McCartney, que este ano se separou de sua ex-esposa, a ex-modelo e ativista Heather Mills, irá tocar nesse fim de semana em Quebec, no Canadá.

Leia mais sobre: Paul McCartney

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.