Paul e Ringo se unem a David Lynch para levar meditação às escolas

NOVA YORK - Os ex-Beatles Paul McCartney e Ringo Starr, que amanhã cantarão juntos no Radio Music Hall, em Nova York, se juntaram hoje ao cineasta americano David Lynch para promover a prática da meditação nas escolas.

EFE |

Reuters
Paul, Lynch e Ringo durante entrevista coletiva em Nova York

"O que David Lynch faz com sua fundação é algo maravilhoso, já que permite às crianças experimentar a meditação, algo que, sem sua ajuda, não conseguiriam fazer", disse Paul nesta sexta-feira sobre o trabalho do cineasta, que quer impulsionar a chamada "meditação transcendental" nas escolas para tornar a sociedade mais pacífica.

Paul, Ringo e David se reuniram hoje com a imprensa, à qual a fundação do diretor de "Veludo Azul" e "Cidade dos Sonhos" apresentou vários estudos enaltecendo os benefícios da meditação no aprendizado e no combate ao estresse e à agressividade dos jovens.

"Desde que descobri a meditação, graças a Maharishi (Mahesh Yogi), pratiquei-a muitas vezes. É um presente que me foi dado e que ninguém vai conseguir tirar", disse Ringo.

Os ex-Beatles lembraram a época - "no final dos anos 60", disse Paul -, em que o famoso quarteto inglês se deixou cativar pela meditação durante uma turnê pela Índia, onde o grupo se deparou, entre outras coisas, com "as consequências da lepra entre a população".

"Foi um presente muito especial o que Maharishi nos deu num tempo em que buscávamos algo que nos estabilizasse, no fim dos loucos anos 60", declarou Paul, que se mostrou entusiasmado com o fato de a meditação transcendental já estar se aproximando "do grande público".

David aproveitou a entrevista coletiva para anunciar a intenção de sua fundação de levar a meditação a "um milhão de jovens".

"A meditação não tem mais nada a ver com a mística nem é um movimento new age. Há uns 600 ou 700 estudos que mostram que é algo bom para os seres humanos se aprofundarem em si mesmos", disse o cineasta, segundo quem, "se os jovens de escolas com problemas aprenderem a meditar, em pouco tempo se observará uma guinada de 180° no comportamento dos estudantes". EFE dvg/sc

    Leia tudo sobre: beatles

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG