Pastoral da Criança definirá novas lideranças

A morte da médica pediatra e sanitarista Zilda Arns, coordenadora internacional da Pastoral da Criança e da Pastoral da Pessoa Idosa, deve abrir um debate a partir da próxima semana sobre os rumos a serem tomados pelas duas entidades a partir de agora. Segundo a coordenadora nacional da Pastoral, irmã Vera Lúcia Altoé, o momento ainda é delicado para tratar desse assunto.

Agência Estado |

"Ainda estamos abalados com a perda da doutora Zilda Arns, mas posso garantir que a Pastoral não vai morrer e vamos dar continuidade a todo trabalho desenvolvido", disse, lembrando que a preocupação agora de toda a coordenação está voltada para o enterro de Zilda.

O corpo de Zilda Arns chega amanhã em Curitiba (PR) e seguirá para o Palácio das Araucárias, onde será velado até as 14 horas de sábado. Em seguida será realizada uma missa de corpo presente e posteriormente Zilda será levada para o Cemitério da Água Verde, onde será enterrada ao lado do marido, Aloysio, e de uma filha, em uma cerimônia restrita aos familiares.

Nova direção

Apesar do clima de comoção que tomou conta da Pastoral, Vera Lúcia adiantou que poderá acontecer uma assembleia para definir a nova coordenação. "Temos pessoas capacitadas, muitas delas atuaram muitos anos ao lado da doutora Zilda e conhecem bem a missão. Cada pessoa tem uma forma de atuar, mas posso garantir que a Pastoral, tanto da Criança como da Pessoa Idosa, estão bem encaminhadas para seguirem adiante", afirmou.

Com relação ao velório, ele estava previsto para acontecer na sede da Pastoral da Criança, mas foi alterado para facilitar o acesso das pessoas. A família solicitou também que, ao invés de coroas de flores, as pessoas colaborem com o trabalho da Pastoral da Criança.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG