Pastor confessa ter abusado sexualmente de sete garotos em Mato Grosso

CUIABÁ ¿ O pastor Antônio Hilário Filho, de 53 anos, foi preso no sábado, em Marcelândia, cidade do interior do Mato Grosso, por ter abusado sexualmente de ao menos sete meninos, numa faixa etária entre 13 e 15 anos.

Redação |

Acordo Ortográfico

No depoimento que prestou à polícia da cidade, Hilário Filho confessou o crime. Ele disse ainda que sente atração por garotos que possuem entre 11 e 15 anos e que acredita ter problemas mentais por conta disso. Segundo o delegado Luiz Henrique de Oliveira, o pastor chorou e afirmou ter tirado um peso de suas costas por contar a verdade.

Em busca de provas, os policiais fizeram uma varredura na casa do religioso. Lá encontraram uma agenda com anotações e nomes de vítimas, além de uma carta de um dos meninos, tentando extorquir o sacerdote. Ele ameaçava revelar o segredo para a polícia. Foram encontradas também duas espingardas calibre 28 e diversos animais silvestres alvejados e congelados.

De acordo com o delegado Luiz Henrique, foram identificadas até agora cinco vítimas. Contudo, ele acredita que ao final da investigação esse número passará de uma dezena. A relação entre os meninos e o padre era muito próxima, de os meninos dormirem na casa dele. Ele era professor de música e treinava dois times de futebol da categoria mirim. Era assim que ele os atraía, comentou.

Antônio Hilário Filho responderá pelos crimes de atentado violento ao pudor, porte ilegal de armas e crime contra a fauna, pelo qual já foi processado em R$ 3 mil pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Dependendo do número de vítimas, sua pena poderá passar de 50 anos. Ele está preso na delegacia de Marcelândia, mas deve ser transferido para o presídio de Colíder, também em Mato Grosso.

Leia mais sobre: pedofilia

    Leia tudo sobre: abuso sexualmato grossopadrepedofilia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG