Passageiros desembarcam do MSC Sinfonia no RJ

Outros 170 passageiros de um cruzeiro da companhia MSC relataram sintomas de gastroenterite na viagem entre Salvador e Rio de janeiro, onde ocorreu hoje, com um dia de atraso, o desembarque das cerca de 2 mil pessoas que estavam a bordo. O fim da viagem foi marcado por um misto de alívio e indignação por causa do surto de diarreia, vômitos e dores abdominais, sintomas de infecção no aparelho digestivo que já haviam sido relatados por 380 passageiros à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em Salvador.

Agência Estado |

Desse total, segundo informou a companhia MSC, 129 passageiros e seis tripulantes recorreram ao serviço médico do transatlântico até sexta-feira.

O navio MSC Sinfonia foi retido pela Anvisa na capital baiana até o início da noite de quinta-feira para uma inspeção que detectou o armazenamento de maionese com refrigeração deficiente e detectou baixo teor de cloro na água, mas não determinou a causa do mal-estar coletivo. Segundo ocupantes do navio, a situação melhorou durante a etapa final da viagem até o Rio. O transatlântico atracou no Porto do Rio às 7h20, mas os passageiros só puderam desembarcar depois de uma vistoria preliminar da Anvisa, uma hora depois.

Até o início dessa tarde, a Anvisa ainda não havia terminado a inspeção do navio para liberá-lo para o embarque de novos passageiros. Segundo o órgão, um processo investigatório foi aberto. Se for determinado que a origem do surto infeccioso foi alguma irregularidade sanitária, a companhia poderá receber multas da ordem de R$ 2 milhões.

    Leia tudo sobre: brasil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG