Passageira de metrô ganha indenização por incêndio

Uma passageira do metrô do Rio de Janeiro ganhou na Justiça indenização de R$ 5 mil por danos morais e R$ 760,32 por danos materiais. A ré é a operadora do serviço Opportrans Concessão Metroviária, que pode recorrer da decisão.

Agência Estado |

Por causa de uma pane na composição, a passageira sofreu diversas lesões corporais. A decisão é da juíza Marisa Simões Mattos, da 10ª Vara Cível do Rio.

No dia 1º de julho de 2003, Roberta de Barros estava em uma composição que trafegava entre as estações de Inhaúma e Engenho da Rainha, na zona norte da capital fluminense, quando começou um incêndio e, consequentemente, um tumulto. Após aguardarem socorro por um tempo, sem resposta, os passageiros quebraram portas e janelas e Patrícia teve que caminhar pela lateral da linha férrea até uma das estações.

Para a magistrada, o fato adveio de uma má prestação do serviço, sem segurança ou adequação. "Assim, pode-se afirmar que com sua conduta, omissiva, a ré criou condições que se mostraram efetivas para que seus passageiros, dentre eles a autora, pudessem sofrer lesões, além de abalo psicológico", afirma na sentença.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG