O troca-troca de partidos feito por deputados e senadores de olho na disputa eleitoral de 2010 trouxe baixas para várias bancadas no Congresso. Legendas tradicionais como o PMDB e o DEM foram algumas das que sentiram os primeiros efeitos da dança das cadeiras. Além disso, amarguraram o gosto da infidelidade partidária. Entretanto, já adiantaram que vão protestar os mandatos dos dissidentes na Justiça eleitoral.

Vencido o prazo para a troca de domicílio eleitoral (neste sábado), uma conclusão já é possível tirar na movimentação dos pré-candidatos: o destino preferido de deputados e senadores foram legendas pequenas com o objetivo de puxar votos em troca de eventuais regalias.

Leia reportagem completa no Congresso em Foco

+ Veja lista de parlamentares infiéis


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.