Mesmo com o tempo seco, alguns freqüentadores dos parques da capital paulista não abrem mão das atividades físicas, inclusive entre as 8h e 17h, período em que os médicos não recomendam exercícios ao ar livre. Nos parques Villa Lobos e Ibirapuera, a “saída” para a falta de umidade são os ‘refresque-se’, aparelhos que soltam jatos de água.

Segundo Flávio Scavasini, administrador do parque Villa Lobos, o local possui seis aparelhos de ‘refresque-se’. “É uma alternativa para o pessoal não parar de freqüentar o parque, nem mesmo com o tempo seco. Até o final do ano teremos mais três aparelhos.”

No entanto, para Alfésio Braga, médico do Laboratório de Poluição da Universidade de São Paulo (USP), os aparelhos só servem para dar uma refrescada. “Beber muita água é o melhor para hidratar”, diz. E, o jato também não ajuda muito aos atletas que treinam diariamente, o aumento da poluição provocado pela falta de chuvas afeta o rendimento. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo .

AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.