Parlamentares italianos irá a Brasília falar com Tarso Genro sobre Battisti

ROMA - Uma delegação italiana da Associação Parlamentar de Amizade Itália-Brasil irá a Brasília na próxima terça-feira para pedir a concessão da extradição para a Itália do ex-ativista Cesare Battisti, informou em nota o deputado do partido Itália dos Valores (IDV) Domenico Scilipoti.

Agência Ansa |

A delegação apresentará um documento a instituições brasileiras e ao

AP

Battisti preso no Brasil em 2007

ministro da Justiça, Tarso Genro, pedindo para "pôr fim à clandestinidade do conhecido terrorista que há um longo tempo se subtrai sem justificativas à execução das legítimas sentenças da Justiça italiana, criando um caso de relevo internacional".

O documento conta com o apoio de centenas de deputados de várias correntes políticas do Brasil e da Itália. Preso no Brasil desde 2007, Battisti é condenado à prisão perpétua na Itália pelo assassinato de quatro pessoas na década de 1970.

Ex-membro do grupo Proletários Armados pelo Comunismo (PAC), Battisti se tornou o pivô de uma crise diplomática exatamente há um mês, quando Genro lhe concedeu o status de refugiado político, suscitando protestos dos políticos italianos.

A Itália entrou com um recurso contra a decisão brasileira e pediu vista do processo de extradição. O caso agora é analisado pelo STF.

Na última terça-feira, o Supremo indeferiu o pedido de liminar feito pelo governo italiano para anular o refúgio, mas a decisão ainda não é definitiva e o processo deve ser concluído até o início de março, quando o STF decide se aceita ou não o pedido de extradição.

Leia também:

Leia mais sobre: Cesare Battisti

    Leia tudo sobre: battisti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG