Levantamento da Secretaria de Saúde do Paraná aponta que o Estado já registra este ano 4.797 casos de dengue entre autóctones - quando a infecção ocorre dentro do próprio Estado - e importados.

Uma pessoa morreu em decorrência da doença. Os dados foram divulgados ontem.

Por conta do expressivo aumento de casos autóctones de dengue, passando de 806 em fevereiro para 4.492 em março, a secretaria intensificou o alerta à população para que continue atenta aos criadouros do mosquito nas residências. O Paraná ainda não está em situação de epidemia, porém em 17 municípios o quadro é preocupante.

Ao todo foram 4.797 casos confirmados, sendo 4.492 autóctones e 305 importados. Das 22 regionais de saúde do Paraná, 13 (59,09%) apresentam casos autóctones. O maior registro de casos da doença ocorreu na região de Foz do Iguaçu (1.712 casos autóctones), seguida pela região de Maringá (1.131).

Dos 399 municípios do Paraná, 102 apresentam casos autóctones. Do total de casos confirmados, foram registrados 12 casos graves, sendo quatro de dengue com complicação (DCC) e oito de febre hemorrágica da dengue (FHD).

"Medidas preventivas estão sendo tomadas, como a visita periódica dos agentes de endemia e a aplicação do 'fumacê', mas é preciso que a população continue contribuindo para a eliminação dos criadouros do mosquito transmissor da dengue. Só assim é possível conter o avanço nos números de casos da doença", afirma José Lúcio dos Santos, superintendente de Vigilância em Saúde.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.