Paralisação de ferroviários será julgada na quarta-feira

A paralisação dos ferroviários de São Paulo será julgada depois de amanhã. A decisão foi anunciada hoje, após uma audiência de conciliação entre sindicatos e representantes da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT 2), na capital paulista.

Agência Estado |

Na ocasião, dois dos quatro sindicatos que representam os funcionários da CPTM aceitaram a última proposta feita pela empresa, de reajuste de 4,65%.

A paralisação da categoria para forçar aumento salarial começou a 0h de sábado, mas os trens operaram normalmente no final de semana, quando ocorreram os treinos e o GP Brasil de Fórmula 1. Os ferroviários reivindicavam 4,44% de reajuste relativo às perdas salariais, mais 5% de aumento real.

Para impedir que a greve causasse problemas, o TRT concedeu liminar quinta-feira, determinando que parte dos serviços fosse mantida durante a paralisação, sob pena de multa diária de R$ 100 mil caso a ordem fosse desrespeitada.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG